sábado, 26 de outubro de 2013

Autismo e estimulação




Tenho conseguido melhoras em muitas áreas através de vídeos que temos feito do Glauco em várias atividades, depois colocamos para ele assistir, presta muita atenção, se reconhece, reconhece pessoas e lugares, fica feliz ao se ver, notamos uma melhora incrível na concentração, contato visual, na coordenação motora pois para ver novamente o vídeo deixamos o mouse perto de forma que ele descobre formas de voltar, mas se ficarmos perto ele tenta fazer com que agente volte o vídeo, pois esta acostumado a usar nossas mãos, e foi assim que descobri várias coisas que ele sabe fazer deixando ele sozinho e filmando sem que ele perceba.

Uso da cama elástica na estimulação de autistas

Você sabia que uma cama elástica pode ajudar pessoas com autismo?

SEATTLE – Newton Miller, 7 anos, tem um hábito peculiar quando está se sentindo ansioso ou aborrecido: ele se agacha no chão e pula no ar como um sapo. A atividade pode ser perigosa quando ele pula da janela da sacada em sua sala de estar ou durante alguma tarefa com a mãe. Certa vez, ele colidiu com um cliente enquanto ele estava “sapeando” no supermercado.
Sua mãe, Deirdre, acredita que o desejo de saltar é uma consequência do seu autismo. E ela encontrou um lugar apropriado para que ele pule tanto quanto ele deseja, sem ferir a si mesmo ou aos outros: uma cama elástica.

Cama elásticaO que é o autismo?

O transtorno do autismo é uma série de distúrbios complexos do neurodesenvolvimento, caracterizados por prejuízos sociais, dificuldades de comunicação e padrões restritos, repetitivos e estereotipados de comportamento. O Centro de Autismo de Lakeside em Issaquah usa uma cama elástica, doada pela empresa Springfree, para ajudar as crianças com autismo. O equipamento é usado para terapias da fala, ocupacionais, físicas e comportamentais.
Erica Bigler, uma terapeuta ocupacional em Lakeside, disse que os estudantes que utilizam a cama elástica têm aumento muscular, de resistência óssea e cardiológica. Eles melhoram o equilíbrio e a consciência cinestésica. Bigler trabalha com um menino de 5 anos de idade. Ele tropeçou e caiu muitas vezes durante as sessões de terapia, até que começou a pular na cama elástica. “Você pode ver uma grande diferença na forma como ele pode controlar o seu corpo de forma mais eficaz”, disse Bigler.
O mesmo aluno tinha poucas habilidades sociais, como muitas outras crianças com autismo. Mas Bigler disse que quando as crianças saltam juntas em uma cama elástica, elas compartilham uma atividade agradável e desenvolvem uma maior consciência corporal em torno de seus pares. ”Ele normalmente prefere brincar isolado, mas quando está no trampolim está tendo um bom momento”, disse Bigler. “É um dos únicos lugares que eu o vejo interagir com um colega e manter a atenção em um jogo.”

Quais outros profissionais utilizam a cama elástica?

Crianças com autismo na cama elásticaFonoaudiólogos em Lakeside usam a cama elástica como uma ferramenta motivacional, permitindo que as crianças brinquem nela se eles falam ou repetem uma palavra. ”Ele vai fazer coisas incríveis na cama elástica”, disse Deirdre de Newton. Os professores também usam o trampolim para ensinar os alunos a seguir as instruções através de jogos, como “Simon Says” – que seria algo semelhante a brincadeira de “chefe manda” aqui no Brasil.
Crianças com autismo tendem a aprender de forma mais eficaz quando são capazes de reforçar o seu desenvolvimento intelectual com os movimentos físicos, então alguns membros da equipe de Lakeside muitas vezes escrevem palavras no trampolim com giz e pedem aos alunos para saltar de uma palavra para outra, para formar uma frase.

Mas o tratamento com cama elástica é só para crianças?

Mas, as crianças do Centro de Lakeside com autismo não são os únicos que apresentam mudança de resultados nos relatórios; adultos que vivem com autismo na comunidade também estão se beneficiando da mesma maneira.
Anabelle Listic, uma mulher de 28 anos de idade com autismo tem duas camas elásticas em casa e as utiliza diariamente para processar informações e lidar com a ansiedade.

Depoimentos de Anabelle Listic

“Meus momentos de verdadeira clareza sempre acontecem quando eu estou em minha cama elástica”, disse Listic. “É como meditação para mim.” Quando Listic mudou-se temporariamente para Oregon anos atrás, ela trouxe um trampolim com ela, em vez de uma cama comum.
“Eu não quero nunca mais ter que viver sem poder saltar em uma cama elástica”, disse ela. “Quando eu estou em uma cama elástica tudo parece fácil e faz sentido e se sente bem.” Listic ainda levou uma cama elástica em um trem metropolitano uma vez. Uma amiga a convidou para a abertura de sua exposição de arte, mas Listic estava se sentindo ansiosa sobre o evento. Então, ela trouxe uma cama elástica de 48 polegadas.
“Eu estava decidindo entre levá-la junto ou não ir”, disse Listic. “Foi incrivelmente útil.”
Ela disse que apenas sentar ou deitar em uma cama elástica já pode ajudar as pessoas com autismo.
“Às vezes eu deito em minha cama elástica e bato meus punhos nele. Eu estou movendo esse músculo e é auto-regulação e calmante. Esse pequeno ato é seguro e confortável para mim.”

FONTE: http://camaselasticas.blog.br/dicas/cama-elastica-pode-ajudar-pessoas-com-autismo/

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

OPÇÕES DE TRATAMENTO DO PROGRAMA SON-RISE®

OPÇÕES DE TRATAMENTO DO PROGRAMA SON-RISE®


Sabemos que cada família e cada criança é única. Com isto em mente, criamos três opções de tratamento que oferecem flexibilidade na implementação do Programa Son-Rise.
Descobrimos que os Princípios do Programa Son-Rise podem ser aplicados de várias maneiras e assim forneceram as descrições abaixo para lhe oferecer a oportunidade de escolher a Opção de Tratamento que funcionará melhor para sua família. Recomendamos que você escolha uma opção na qual você possa executar de forma consistente por pelo menos durante seis meses para que seu filho possa colher os benefícios do programa. Você também pode escolher uma Opção de Tratamento e depois expandir o seu programa para o próximo nível de intervenção. A nossa experiência tem mostrado que as crianças se beneficiam mais quando recebem maior quantidade de estimulação. Estamos à disposição para orientá-lo através deste processo e ajudá-lo a criar o programa mais eficaz possível.
Resumo das opções de tratamento:

1. Estilo de Vida (Lifestyle)
Mínimo de 30 minutos de 01:01- (Um Facilitador com a criança)

2. Meio Período (Part Time)
Nível I: 10-20 horas por semana
  • Facilitador com a criança 01:01 no Playroom do Programa Son-Rise
  • Participação de Voluntários – Opcional

Nível II: 20-30 horas por semana
  • Facilitador com a criança 01:01 no Playroom do Programa Son-Rise
  • Participação de Voluntários

3. Período integral (Full Time)
Nível I: 30-40 horas por semana
  • Facilitador com a criança 01:01 no Quarto de Brincar /Interagir do Programa Son-Rise
  • Participação de voluntários
Nível II: 40-56 horas por semana
  • Facilitador com a criança 01:01 no Quarto de Brincar /Interagir do Programa Son-Rise
  • Participação de voluntários


Estilo de Vida - Programa Son-Rise ® (ou Estilo Son-Rise)
Intenção / Objetivo:
• Ajudar a tornar a vida diária (casa, obrigações, tomar banho, etc.) mais suave, mais gerenciável e mais fácil para a criança, os pais e familiares.
• Estimular o crescimento, usando as técnicas do Programa Son-Rise durante as atividades tipicamente diárias.
• Dedicar um determinado tempo por dia para criar propositadamente um vínculo mais profundo com seu filho e para estimular o crescimento e desenvolvimento.

Ações:
• Facilitador 01:01- Os pais passam no mínimo 30 minutos por dia com seu/sua filho(a), usando os princípios e técnicas do Programa Son-Rise.- Durante esse tempo com a criança, ficar num ambiente silencioso na casa.

• Em Casa- Use o desejo do seu filho de ter suas "necessidades" satisfeitas como oportunidades para promover uma maior interação e estimular o crescimento e desenvolvimento nas áreas chaves, tais como Contato Visual, Comunicação, Capacidade de Atenção/Interação e Flexibilidade.

• AmbienteSimplifique o ambiente do seu filho (a casa).- Elimine as distrações visuais e auditivas mais óbvias.- Elimine áreas e circunstâncias em que “a batalhas do controle” frequentemente ocorre. (aqueles que você tem que dizer NÃO para a criança todo o tempo– não pode, não pega, não abre, não sobe, etc.)
- Reduzir o tempo de TV e do computador (incluindo jogos de vídeo, ou seja, Nintendo, Xbox, etc.) para 1 hora por dia ou mesmo eliminar completamente.
- Eliminar brinquedos eletrônicos (brinquedos a pilha como livros, carros, etc.)
- Limite os ambientes com excesso de estímulos, tais como: lojas, restaurantes, grandes festas ou reuniões, etc.

• Currículo Social- Centrado nos Quatro Fundamentos do Programa Son-Rise: Contato Visual, Linguagem, Atenção/Interação Compartilhada e Flexibilidade.
Use as atividades diárias como oportunidades para criar uma profunda conexão social. 

• Programas e Serviços de Apoio
Assista a todas as Webinars (Videoconferências) do Programa Son-Rise.
Participe do Programa Son-Rise Start-Up (Curso de Formação Inicial).
Participar destes cursos de formação avançada:O Programa Son-Rise Maximum Impact
O Programa Son-Rise New Frontiers
O Programa Son-Rise Wide Awake
Agendar consultas permanentes com um Professor do Programa Son-Rise.

Meio Período - Programa Son-Rise ® Nível I
Intenção / Objetivo:
• Fornecer um Programa Son-Rise dirigido e dedicado ao seu filho.
• Aumentar a capacidade do seu filho de se conectar com os outros, crescer e se desenvolverconsistentemente, focada na facilitação de aprendizagens 01:01 (uma pessoa e uma criança).
• Estimular o crescimento utilizando as oportunidades da vida diária.
• Ajudar a tornar a vida diária (casa, compromisso, banho, etc.) mais agradável, mais administrável e mais fácil para a criança, os pais e familiares. 

Ações:

●Facilitação/Mediação 01:01- A criança passa um mínimo de 10-20hrs por semana recebendo facilitação intensiva 01:01, baseada nos princípios e técnicas do Programa Son-Rise.

- O tempo de facilitação 01:01 com a criança é concebido especialmente em um Quarto de Brincar /Interagir do Programa Son-Rise.


- Os pais e voluntários focam os Quatro Fundamentos: Contato Visual, Comunicação, Capacidade de Atenção/Interação e Flexibilidade.

• Em Casa· Use as atividades diárias como oportunidades para criar uma profunda conexão social.·
Use o desejo do seu filho a ter suas "necessidades" atendidas como oportunidades paraincentivar uma maior interação e estimular o desenvolvimento do crescimento emáreas centrais, tais como contato visual, comunicação, atenção/interação e flexibilidade.
• Ambiente· Crie na casa um Quarto de Brincar/Focar especialmente projetado do Programa Son-Rise.
· Simplifique o ambiente do seu filho (a casa):- Retire todas as distrações. (visuais e auditivas)
- Elimine áreas e circunstâncias em que “a batalhas do controle” frequentemente ocorre. (aqueles que você tem que dizer NÃO para a criança todo o tempo– não pode, não pega, não abre, não sobe, etc.)
- Reduza o tempo de TV e computador (incluindo jogos de vídeo, Nintendo, Xbox, etc.) para 1 hora por dia ou até mesmo eliminar completamente.
- Eliminar brinquedos eletrônicos (brinquedos a pilha como livros, carros, etc.)
- Limite os ambientes com excesso de estímulos, tais como: lojas, restaurantes, grandes festas ou reuniões, etc. 
• Currículo Social- Centrado nos Quatro Fundamentos do Programa Son-Rise: Contato Visual, Linguagem, Atenção/Interação Compartilhada e Flexibilidade.- Os pais usam o Modelo de Desenvolvimento do Programa Son-Rise para orientar a direção e o foco do programa.
• Voluntários- Opcional (é recomendado, mas não é obrigatório).
 • Programas e Serviços de ApoioAssista a todas as Webinars (Videoconferências) do Programa Son-Rise.Participe do Programa Son-Rise Start-Up (Curso de Formação Inicial).Participar destes cursos de formação avançada:
O Programa Son-Rise Maximum ImpactO Programa Son-Rise New FrontiersO Programa Son-Rise Wide AwakeAgendar consultas permanentes com um Professor do Programa Son-Rise.Após a conclusão dos cursos de formação do Programa Son-Rise – participe do programa de grupo Option Process®, oferecido pelo Instituto Option ,todo ano. 

• Assista / Ouça / Leia os materiais de apoio a seguir:
-DVD Autism Solutions (Soluções para o Autismo)
- DVD Breakthrough Strategies for Autism Spectrum Disorders (Estratégias Inovadoras para Desordens do Espectro Autista)-
DVD The Son-Rise Program Inspiring Journeys (Viagens Inspiradoras do Programa Son-Rise)
- CD Autism Can be Cured (O Autismo pode ser Curado)
- CD Special Children/Special Solutions (Crianças Especiais/Soluções Especiais)

Livro Son-Rise: The Miracle Continues (Son-Rise: O Milagre Continua)
- Livro Happiness Is A Choice (A Felicidade é uma Escolha)
- Livro Play to Grow (Brincar para Crescer)

CDs do Option Process:· Optimal Self-Trust (Auto Confiança Ideal)·
Fearless (Sem Medo)·
Calm Amid Chaos (Calma em meio ao caos)


Meio Período - Programa Son-Rise ® Nível II
Intenção / Objetivo:
• Fornecer um Programa Son-Rise intencional e dedicado ao seu filho.
• Aumentar a capacidade do seu filho de se conectar com os outros, crescer e se desenvolver
consistentemente, focada na facilitação de aprendizagens 01:01 (uma pessoa e uma criança).
• Estimular o crescimento utilizando as oportunidades da vida diária.
• Ajudar a tornar a vida diária (casa, compromissos, banho, etc.) mais agradável, mais administrável e mais fácil para a criança, os pais e familiares.

Ações:
●Facilitação/Mediação 01:01
- A criança passa um mínimo de 20-30hrs por semana recebendo facilitação intensiva 01:01, baseada nos princípios e técnicas do Programa Son-Rise.
- O tempo de facilitação 01:01 com a criança é concebido especialmente em um Quarto de Brincar /Interagir do Programa Son-Rise.
- Os pais e voluntários focam os Quatro Fundamentos: Contato Visual, Comunicação, Capacidade de Atenção/Interação e Flexibilidade.

• Em Casa
· Use as atividades diárias como oportunidades para criar uma profunda conexão social.
· Use o desejo do seu filho a ter suas "necessidades" atendidas como oportunidades para
incentivar uma maior interação e estimular o desenvolvimento do crescimento em
áreas centrais, tais como contato visual, comunicação, atenção/interação e flexibilidade.

• Ambiente
· Crie na casa um Quarto de Brincar/Focar especialmente projetado do Programa Son-Rise.
· Simplifique o ambiente do seu filho (a casa):
- Retire todas as distrações. (visuais e auditivas)
- Elimine áreas e circunstâncias em que “a batalhas do controle” frequentemente ocorre. (aqueles que você tem que dizer NÃO para a criança todo o tempo– não pode, não pega, não abre, não sobe, etc.)
- Reduza o tempo de TV e computador (incluindo jogos de vídeo, Nintendo, Xbox, etc.) para 1 hora por dia ou até mesmo eliminar completamente.
- Eliminar brinquedos eletrônicos (brinquedos a pilha como livros, carros, etc.)
- Limite os ambientes com excesso de estímulos, tais como: lojas, restaurantes, grandes festas ou reuniões, etc.

• Currículo Social
- Centrado nos Quatro Fundamentos do Programa Son-Rise: Contato Visual, Linguagem, Atenção/Interação Compartilhada e Flexibilidade.
- Os pais usam o Modelo de Desenvolvimento do Programa Son-Rise para orientar a direção e o foco do programa.

• Voluntários
- Mínimo de dois voluntários no Quarto de Brincar por quatro horas semanais cada um.
- Feedback semanais contínuos para os voluntários: 15 minutos de observação, seguidos de 30 minutos de feedback /treinamento.
- Reunião da equipe no mínimo uma vez por mês.

• Programas e Serviços de Apoio
- Assista a todas as Webinars (Videoconferências) do Programa Son-Rise.
- Participe do Programa Son-Rise Start-Up (Curso de Formação Inicial).
- Participar destes cursos de formação avançada:
· Programa Son-Rise Maximum Impact
· Programa Son-Rise New Frontiers
· Programa Son-Rise Wide Awake
- 12 Consultas por ano (uma por mês), das quais três são feedbacks de vídeo.
- Após a conclusão dos cursos de formação do Programa Son-Rise – participe do programa de grupo Option Process®, oferecido pelo Instituto Option, todo ano.

• Assista / Ouça / Leia os materiais de apoio a seguir:
DVD Autism Solutions (Soluções para o Autismo)
DVD Breakthrough Strategies for Autism Spectrum Disorders (Estratégias Inovadoras para Desordens do Espectro Autista)
DVD The Son-Rise Program Inspiring Journeys (Viagens Inspiradoras do Programa Son-Rise)
CD Autism Can be Cured (O Autismo pode ser Curado)
CD Special Children/Special Solutions (Crianças Especiais/Soluções Especiais)
Livro Son-Rise: The Miracle Continues (Son-Rise: O Milagre Continua)
Livro Happiness Is A Choice (A Felicidade é uma Escolha)
Livro Play to Grow (Brincar para Crescer)
CDs do Option Process:
· Optimal Self-Trust (Auto Confiança Ideal)
· Fearless (Sem Medo)
· Calm Amid Chaos (Calma em meio ao caos)


Período Integral - Programa Son-Rise ® Nível I
Intenção / Objetivo:
• Fornecer um Programa Son-Rise intencional e dedicado ao seu filho.
• Aumentar a capacidade do seu filho de se conectar com os outros, crescer e se desenvolver
consistentemente, focada na facilitação de aprendizagens 01:01 (uma pessoa e uma criança).
• Estimular o crescimento utilizando as oportunidades da vida diária.
• Ajudar a tornar a vida diária (casa, compromissos, banho, etc.) mais agradável, mais administrável e mais fácil para a criança, os pais e familiares.

Ações:
- A criança passa um mínimo de 30-40 hrs por semana recebendo facilitação intensiva 01:01, baseada nos princípios e técnicas do Programa Son-Rise.
- O tempo no Quarto de Brincar inclui algumas horas no fim de semana para dar continuidade.
- O tempo de facilitação 01:01 com a criança é concebido especialmente no Quarto de Brincar /Interagir do Programa Son-Rise.
- Os pais e voluntários focam os Quatro Fundamentos: Contato Visual, Comunicação, Capacidade de Atenção/Interação e Flexibilidade.

• Em Casa
Use as atividades diárias como oportunidades para criar uma profunda conexão social.
Use o desejo do seu filho a ter suas "necessidades" atendidas como oportunidades para
incentivar uma maior interação e estimular o desenvolvimento do crescimento em
áreas centrais, tais como contato visual, comunicação, atenção/interação e flexibilidade.
• Ambiente
· Crie na casa um Quarto de Brincar/Focar especialmente projetado do Programa Son-Rise.
· Simplifique o ambiente do seu filho (a casa):
- Retire todas as distrações. (visuais e auditivas)
- Elimine áreas e circunstâncias em que “a batalhas do controle” frequentemente ocorre. (aqueles que você tem que dizer NÃO para a criança todo o tempo– não pode, não pega, não abre, não sobe, etc.)
- Reduza o tempo de TV e computador (incluindo jogos de vídeo, Nintendo, Xbox, etc.) para 1 hora por dia ou até mesmo eliminar completamente.
- Eliminar brinquedos eletrônicos (brinquedos a pilha como livros, carros, etc.)
- Limite os ambientes com excesso de estímulos, tais como: lojas, restaurantes, grandes festas ou reuniões, etc.
- Modifique a dieta para maximizar o tempo de atenção e o desenvolvimento social.

• Currículo Social
- Centrado nos Quatro Fundamentos do Programa Son-Rise: Contato Visual, Linguagem, Atenção/Interação Compartilhada e Flexibilidade.
- Os pais usam o Modelo de Desenvolvimento do Programa Son-Rise para orientar a direção e o foco do programa.
• Voluntários
- Equipe de quatro ou mais voluntários:
Quatro voluntários ou mais no Quarto de Brincar por quatro horas semanais cada um.
- Feedback semanal contínuo para os voluntários: 15 minutos de observação, seguidos de 30 minutos de feedback /treinamento.
- Reunião da equipe 1-2 vezes por mês.

• Programas e Serviços de Apoio
- Assista a todas as Webinars (Videoconferências) do Programa Son-Rise.
- Participe do Programa Son-Rise Start-Up (Curso de Formação Inicial).
- Participar destes cursos de formação avançada:
· Programa Son-Rise Maximum Impact
· Programa Son-Rise New Frontiers
· Programa Son-Rise Wide Awake
- 12 Consultas por ano (uma por mês), das quais seis são feedbacks de vídeo.
- Após a conclusão dos cursos de formação do Programa Son-Rise – participe do programa de grupo Option Process®, oferecido pelo Instituto Option, todo ano.

• Assista / Ouça / Leia os materiais de apoio a seguir:
- DVD Autism Solutions (Soluções para o Autismo)
- DVD Breakthrough Strategies for Autism Spectrum Disorders (Estratégias Inovadoras para Desordens do Espectro Autista)
- DVD The Son-Rise Program Inspiring Journeys (Viagens Inspiradoras do Programa Son-Rise)
- CD Autism Can be Cured (O Autismo pode ser Curado)
- CD Special Children/Special Solutions (Crianças Especiais/Soluções Especiais)
- Livro Son-Rise: The Miracle Continues (Son-Rise: O Milagre Continua)
- Livro Happiness Is A Choice (A Felicidade é uma Escolha)
- Livro Play to Grow (Brincar para Crescer)
- CDs do Option Process:
  • Optimal Self-Trust (Auto Confiança Ideal)
  • Fearless (Sem Medo)
  • Calm Amid Chaos (Calma em meio ao caos)


Período Integral - Programa Son-Rise ® Nível II
Intenção / Objetivo:
• Fornecer um Programa Son-Rise intencional e dedicado ao seu filho.
• Aumentar a capacidade do seu filho de se conectar com os outros, crescer e se desenvolver
consistentemente, focada na facilitação de aprendizagens 01:01 (uma pessoa e uma criança).
• Estimular o crescimento utilizando as oportunidades da vida diária.
• Ajudar a tornar a vida diária (casa, compromissos, banho, etc.) mais agradável, mais administrável e mais fácil para a criança, os pais e familiares.

Ações:
- A criança passa um mínimo de 40-56 hrs por semana recebendo facilitação intensiva 01:01, baseada nos princípios e técnicas do Programa Son-Rise.
- A criança fica 7 dias da semana no Quarto de Brincar para dar continuidade.
- O tempo de facilitação 01:01 com a criança é concebido especialmente no Quarto de Brincar /Interagir do Programa Son-Rise.
- Os pais e voluntários focam os Quatro Fundamentos: Contato Visual, Comunicação, Capacidade de Atenção/Interação e Flexibilidade.

• Em Casa
Use as atividades diárias como oportunidades para criar uma profunda conexão social.
Use o desejo do seu filho a ter suas "necessidades" atendidas como oportunidades para
incentivar uma maior interação e estimular o desenvolvimento do crescimento em
áreas centrais, tais como contato visual, comunicação, atenção/interação e flexibilidade.

• Ambiente
· Crie na casa um Quarto de Brincar/Focar especialmente projetado do Programa Son-Rise.
· Simplifique o ambiente do seu filho (a casa):
- Retire todas as distrações. (visuais e auditivas)
- Elimine áreas e circunstâncias em que “a batalhas do controle” frequentemente ocorre. (aqueles que você tem que dizer NÃO para a criança todo o tempo– não pode, não pega, não abre, não sobe, etc.)
- Reduza o tempo de TV e computador (incluindo jogos de vídeo, Nintendo, Xbox, etc.) para 1 hora por dia ou até mesmo eliminar completamente.
- Eliminar brinquedos eletrônicos (brinquedos a pilha como livros, carros, etc.)
- Limite os ambientes com excesso de estímulos, tais como: lojas, restaurantes, grandes festas ou reuniões, etc.

• Currículo Social
- Centrado nos Quatro Fundamentos do Programa Son-Rise: Contato Visual, Linguagem, Atenção/Interação Compartilhada e Flexibilidade.
- Os pais usam o Modelo de Desenvolvimento do Programa Son-Rise para orientar a direção e o foco do programa.

• Voluntários
Equipe de quatro voluntários ou mais :
Quatro ou mais voluntários trabalhando no Quarto de Brincar por quatro horas semanais cada um.
- Feedback semanal contínuo para os voluntários: 15 minutos de observação, seguidos de 30 minutos de feedback /treinamento.
- Reunião da equipe 2 vezes por mês.

• Programas e Serviços de Apoio
- Assista a todas as Webinars (Videoconferências) do Programa Son-Rise.
- Participe do Programa Son-Rise Start-Up (Curso de Formação Inicial).
- Participar destes cursos de formação avançada:
· Programa Son-Rise Maximum Impact
· Programa Son-Rise New Frontiers
· Programa Son-Rise Wide Awake
- 12 Consultas por ano (uma por mês), das quais seis são feedbacks de vídeo.
- Após a conclusão dos cursos de formação do Programa Son-Rise – participe do programa de grupo Option Process®, oferecido pelo Instituto Option, todo ano.

• Assista / Ouça / Leia os materiais de apoio a seguir:
DVD Autism Solutions (Soluções para o Autismo)
DVD Breakthrough Strategies for Autism Spectrum Disorders (Estratégias Inovadoras para Desordens do Espectro Autista)
DVD The Son-Rise Program Inspiring Journeys (Viagens Inspiradoras do Programa Son-Rise)
CD Autism Can be Cured (O Autismo pode ser Curado)
CD Special Children/Special Solutions (Crianças Especiais/Soluções Especiais)
Livro Son-Rise: The Miracle Continues (Son-Rise: O Milagre Continua)
Livro Happiness Is A Choice (A Felicidade é uma Escolha)
Livro Play to Grow (Brincar para Crescer)
CDs do Option Process:
Optimal Self-Trust (Auto Confiança Ideal)
Fearless (Sem Medo)
Calm Amid Chaos (Calma em meio ao caos
 
FONTE: MÃE DE AUTISTA

domingo, 20 de outubro de 2013

Achei uma matéria muito boa que passa no programa Dr. OZ, dividida em 7 episódios, para quem tiver oportunidade de ver não percam, pena que está em inglês!Uma em cada 110 crianças nascidas em os EUA serão diagnosticadas com autismo. Dr. Oz, um painel de especialistas e pediatras, e um público de famílias que vivem com este diagnóstico discutir a questão durante um debate acalorado e emocional. Aqui, três famílias compartilham suas histórias e suas lutas.
segue o link

http://www.doctoroz.com/videos/what-causes-autism-pt-1

sábado, 19 de outubro de 2013

Prêmio Topblog 2013 Autismo

 

 Amigos, é importante votar no Topblog,  o nosso blog  Universoautismo esta participando para nós o importante é colocar o tema Autismo em foco com devido respeito e importância que deve ser tratado!
Você pode votar em qualquer blog relativo ao autismo ou pode votar em todos, o importante é mostrar ao mundo que estamos lutando e precisamos ser vistos!

Segue abaixo os links dos blogs finalistas da área saúde focado no Autismo que eu indico!
http://www.topblog.com.br/2012/index.php?pg=busca&c_b=111582

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Tratamento para cândida e sua relação com autismo


O fungo cândida é uma espécie de levedura e está presente em uma série de regiões do corpo, incluindo o trato digestivo. De modo geral, micróbios benéficos presentes no intestino limitam o crescimento da cândida, mantendo-o em limites aceitáveis. Porém exposições a antibióticos eliminam tais micróbios, favorecendo o crescimento da população de cândida, que acaba por liberar toxinas prejudiciais ao sistema imunológico e nervoso.

Alguns dos problemas de comportamento ligados ao supercrescimento de cândida são confusão, hiperreatividade, perda de atenção, letargia, irritabilidade e agressividade. Problemas de saúde incluem dores de cabeça, dores de estômago, prisão de ventre, cólicas, fatiga e depressão. Esses problemas são normalmente piores em dias úmidos e em locais com presença de mofo.

Dr. William Shaw vem conduzindo importantes experimentos que relacionam a levedura ao autismo. Em um deles, tratamentos antifúngicos mostram melhoras no quadro de autismo. Existem vários métodos para o tratamento de cândida: dieta pobre em açúcares (fontes de alimento para o fungo), tratamentos com antifúngicos e ingestão de suplementos nutricionais que auxiliam na reposição dos micróbios "bons" no trato digestivo. O tratamento pode gerar piora do quadro em um primeiro momento (pois a cândida é destruída e seus fragmentos se espalham pelo corpo e somente depois são excretados), levando a uma piora no comportamento. Porém isso significa que o tratamento está surtindo efeito.

Vale ressaltar que esses tratamentos não levam à cura do autismo, porém à melhora do quadro clínico.


*Texto retirado de:http://www.airfree.com.br/imuno_deficiencia/texto_tecnico.asp?cod=287 - See more at: http://www.curapelanatureza.com.br/2009/03/o-fungo-candida-e-sua-relacao-com
o.html#sthash.mullk6ID.dpuf

Um tratamento que tem revelado ótimos resultados

O efeito do vinagre para tratamento de Candida é individual. 

Algumas pessoas reagem melhor a este tratamento, e outros não, depende de cada condição única pessoa interna. Então, como funciona? Os intestinos cria um ambiente hostil para candida e bactérias patogênicas, ao mesmo tempo contribuindo para a proliferação da flora intestinal normal. Além disso, o vinagre de cidra de maçã é bom para curar os sintomas de toxicidade.

A dose ideal, que não pode exceder, é duas colheres de sopa por dia. Você pode admnisitrarse em alimentos ou bebidas, ou bem, misture com água e bebe hidratação diária. 

É uma dose ideal que ajuda a tratar a candida e não afeta seu estômago!

Espero que no militar 6527, Las Condes. ;) (Traduzido por Bing)

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Desenvolvendo Habilidades de Comunicação Expressiva para Crianças com Perturbações do Espectro do Autismo não-verbais.

COMUNICAÇÃO
 
 
O que é comunicação?
A comunicação é uma variação útil no comportamento, usado com a intenção dentro da estrutura das trocas sociais, para transmitir informações, comentários ou estado interior, ou para trazer mudanças no ambiente imediato. Incluem comportamento verbal e não verbais, enquanto alguns tentativa pode ser inferida, como evidenciado pela antecipação ou resultado. Portanto, nem todos os vocais, ou até mesmo da fala pode qualificar-se como comportamento comunicativo intencional. Esta definição enfatiza que a comunicação ocorre dentro de um contexto social.
A fala ou vocalização torna-se comunicação quando há um desejo ou a tentativa de transmitir uma mensagem a alguém. Uma vez que as relações sociais são uma área primordial difícil para crianças com autismo, não é de estranhar que a comunicação eficaz é prejudicada de forma significativa para essas crianças. Estas duas áreas, a comunicação e as habilidades sociais estão intimamente ligados e interdependentes. Assim, o desenvolvimento de habilidades de comunicação não pode ser de responsabilidade exclusiva do discurso ou instrutor de língua estrangeira. Enquanto ela pode fornecer os "guias" e estratégias, cada uma das quais estão em contato com a criança deve dirigir continuamente comunicação.
Os efeitos incluídos neste artigo são para fornecer:
  1. As principais questões a considerar na determinação habilidades de comunicação atuais.
  2. Informações relacionadas com o desenvolvimento de um programa de intervenção de comunicação com base nas necessidades de comunicação da criança.
  3. As principais questões a considerar na determinação habilidades de comunicação
A fim de desenvolver um programa de intervenção de comunicação apropriado para crianças não-verbais com transtornos do espectro do autismo, é essencial para determinar as habilidades de comunicação atuais. A seguir, são questões importantes a considerar em fazer essa determinação:
Será que a comunicação intencional criança?
É importante para determinar se a criança apresenta tentativa de comunicação. A tentativa de transmitir uma mensagem distingue a comunicação de voz, verbalização e os gestos não-comunicativos. Quando a criança antecipa um resultado da sua comunicação, e independentemente da forma mostra a tentativa. (Por exemplo: fala, gestos, etc.)
Exemplo: Um pai responde a uma criança com perturbações do espectro do autismo que está chorando. Neste ponto, a criança não demonstrou tentativa de comunicação. No entanto, se a criança continua a chorar, olha para o pai e, em seguida olhar para o objeto desejado tem sido mostrado a tentativa de comunicação. Em meio a lágrimas, olhando para adulto e olhando para o objeto, a criança deverá conseguir o que querem.
A tentativa de comunicação é uma indicação de que a criança quer comunicar. Portanto, o desejo de se comunicar está intrinsecamente ligada ao desenvolvimento das relações sociais, uma área de grande dificuldade para as crianças com autismo. Uma vez que muitas crianças com transtornos do espectro do autismo muitas vezes são desinteressantes, ou ser indiferentes, outros, desejos ou tentativas de se comunicar são freqüentemente ausentes. Eles não entendem que eles podem utilizar a comunicação para obter algo, ou para arranjar alguém para fazer algo por eles. Eles tentam assegurar as suas necessidades e querem obter para si mesmos, tanto quanto possível, e podem apresentar perigo quando eles falham. Ao interagir com uma criança com autismo, é importante ser capaz de distinguir essa ansiedade ou angústia por um desejo de se comunicar, para determinar se a criança está mostrando uma tentativa de se comunicar.
Como é que a criança se comunicar?
Uma criança com perturbações do espectro do autismo, que demonstra a comunicação intencional, você pode usar várias formas ou modos. É importante considerar que as seguintes formas de comunicação são utilizados pela criança.
Comunicação Motor: manipulação física direta de uma pessoa ou objeto. (Por exemplo, tomando a mão de uma pessoa e empurrar o objeto desejado ou dar um copo para o cuidador para indicar "eu quero leite")
Gesticular: Apontando, indicando, olhando. Por exemplo, a criança com transtornos do espectro do autismo aparência ou aponta para o objeto desejado e, em seguida, muda seu olhar olhando para outra pessoa, pede, portanto, esse objeto. (Ou seja: o ato de comunicação requerente)
Vocalizando: Usando sons, incluindo chorar, de se comunicar. (Por exemplo, uma criança com perturbações do espectro do autismo, diz "ah-ah-ah" para atrair a atenção de outra pessoa para isso)
Usando a linguagem de sinais: Usando a comunicação com os sinais da linguagem convencional.
Usando objetos: A criança com perturbações do espectro do autismo entregar um objeto para outra pessoa para se comunicar. (Por exemplo, o entregador de seu pai um copo para indicar "beber")
Usando fotos: Utilizar imagens bidimensionais para se comunicar. (Por exemplo: a criança com perturbações do espectro do autismo aponta, ou as imagens de entrega de vários objetos, ações ou eventos de comunicar seus desejos)
Usar imagens gráficas: Usando desenhos bidimensionais, que representam objetos, ações ou eventos. (Por exemplo, uma criança com perturbações do espectro do autismo oferece um desenho de um "jogo" para contar a seu pai que ele quer jogar)
Redação: Usando palavras ou frases impressas para se comunicar. (Ex.: crianças com transtornos do espectro do autismo escreve "muito alto" para indicar que o nível de ruído no ambiente é muito chato para ele)
Além disso, é importante para determinar se o modo de comunicação utilizada por crianças com desordens do espectro do autismo varia, dependendo do contexto e da situação ou tipo de comunicação desejada. Por exemplo, a criança pode utilizar uma forma de comunicação do motor. (Tomando a mão de uma pessoa empurrando o objeto desejado para solicitar um objeto) No entanto, a mesma criança pode usar vocalização (choro) para recusar um objeto ou para protestar.
Como é que a criança com ASD sua linguagem para se comunicar?
A pesquisa mostrou que crianças com transtornos do espectro do autismo usar sua língua para se comunicar com uma variedade de fins ou funções estreitas ou restrito. Existem três funções primárias ou propósitos da linguagem, regulação do comportamento, interação social e atenção conjunta. É importante notar que as três funções de comunicação se desenvolvem em torno da idade de 12 meses, o desenvolvimento infantil típica, e estão listados em ordem hierárquica do menor para o maior social.
Controlo Comportamental: Esta é a função de facilitar a comunicação e emerge anteriormente. A criança usa a comunicação para pedir / protestar ou satisfazer as suas necessidades físicas imediatas.
Regulação comportamental inclui:
  • Objetos que pedem
  • Ações que requerem
  • Procure assistência
  • Protestando e exigindo objetos
  • Protestando e exigindo ação
Interação social:
Estes são os tipos de comportamentos comunicativos usados ​​para iniciar, responder, manter ou terminar interações sociais. Dentro de interações sociais comunicativos podem incluir:
  • Necessitam de rotinas sociais., Por exemplo, jogar os jogos exigem cobrindo o rosto ("peek-a-boo") e batendo palmas. ("Patty-cake")
  • Exigir conforto Por exemplo:. A necessidade de sentir-se apoiado quando uma criança com perturbações do espectro do autismo está aflito.
  • Saudações Por exemplo:. "Olá" / "Goodbye"
  • Chamando a atenção, por exemplo:. A criança com perturbações do espectro do autismo chama a atenção para sua pessoa chamando outros.
  • Aparecendo., Por exemplo, a criança com transtornos do espectro autista apresentam comportamentos "mostrando" durante jogos como peek-a-boo, vestir, etc.
Coordenação da Atenção:
Esta é a função comunicativa mais difícil desenvolver para crianças com transtornos do espectro do autismo. Estes atos comunicativos são usadas para direcionar a atenção dos outros para um objeto, evento ou tema de um ato comunicativo. A reunião da atenção para atos de comunicação incluem:
  • Fazendo observações Por exemplo:. Uma criança com ASD vê seus pais e aponta para o céu em uma sobrecarga de avião. A criança não está pedindo o avião, mas comentando sobre ele, atraindo a atenção de outra pessoa para esse objeto.
  • Solicitando informações de outras pessoas, por exemplo:. A criança com perturbações do espectro do autismo outra pessoa pergunta: "Onde você está indo?"
  • Dar informações aos outros Por exemplo:. O menino dá informações sobre algo que não é óbvio ou conhecido a alguém: "Na noite passada eu fui para o mercado."
Existe alguma razão para comunicar a criança?
É importante para determinar o que motiva a criança com perturbações do espectro do autismo antes de desenvolver uma linguagem de plano de intervenção. Como no desenvolvimento da linguagem em crianças normais, crianças com transtornos do espectro do autismo geralmente não pode cometer ou participar de interação de comunicação para estar motivado para fazê-lo. Ou seja, se a criança com perturbações do espectro do autismo ama balançando ou pulando ou brincando com uma corda ou um alimento em particular, então estas são ações / objetos que podem ser parte de um plano de intervenção. Incorporando atividades motivacionais e objetos é vital quando queremos ou tentar ajudar a criança com ASD para desenvolver a comunicação. A essência do desenvolvimento precoce de palavras do vocabulário é simplesmente ensinar as crianças com transtornos do espectro do autismo e não constitui designar ensinar comunicam. Com o uso inicial motivando ações e objetos, a criança pode aprender realmente o propósito das funções de comunicação. Uma vez que a criança já aprendeu isso, o vocabulário pode ser estendida através de uma variedade de estratégias de ensino.
Lembre-se de nome de usuário e / ou responder a criança com perturbações do espectro do autismo interações comunicativas?
A comunicação envolve a existência de ambos um iniciador e uma informação de responder ao acoplar uma situação social. Portanto, é importante para determinar se uma criança com ASD é capaz de compreender e participar em ambos os papéis de interação comunicativa.
Exemplo: Uma criança com perturbações do espectro do autismo pode iniciar interação comunicativa não-verbal com o pai vocalizando para atrair a atenção e, em seguida, apontando para solicitar um item desejado. A mesma criança pode responder, apontando uma fotografia de um objeto desejado refeição ou quando o pai perguntou: "O que você come"
Crianças com transtornos do espectro do autismo geralmente têm dificuldade em iniciar interações de comunicação com os outros, e tendem a ser melhor para aprender a responder. Ao determinar se a criança inicia ou responde a qualquer interacção comunicativa, é importante descobrir o contexto / endereço, o modo ou forma de comunicação e os propósitos ou funções de comunicação.
Exemplo: Uma criança com perturbações do espectro do autismo encontra sua mãe em outra sala, pega a mão dela e leva-a até a cozinha, onde ele coloca a mão na maçaneta da geladeira. A mãe abre a geladeira e começa a remover os itens um a um, até que a criança indicada pela expressão facial e corporal que item que você deseja. Neste exemplo, a criança inicia a comunicação na cozinha (contexto) para pedir a comida que quiser (propósito), através de um formulário do motor e comunicação gestual.
As crianças com perturbações do espectro do autismo, capazes de utilizar estratégias de "restauração", quando ocorre a falha de comunicação?
Devido às suas dificuldades significativas comunicar com sucesso, a criança com ASD podem ocorrer incidentes frequentes de interrupção da comunicação, tanto no (comunicação expressiva) falada e do ouvinte (quando convidados a responder) Para Por conseguinte, é importante determinar se a criança tem desenvolvido ou é capaz de utilizar qualquer estratégia para restaurar a comunicação, tanto para receber e expressar as mensagens de comunicação.

Falha de comunicação como um ouvinte (recebimento de informações)
Uma vez que muitas crianças com transtornos do espectro do autismo têm dificuldades significativas na compreensão da linguagem pode acontecer muitas interrupções de comunicação como ouvintes. Estas interrupções são relatados quando a criança não entende, ou responder de forma inadequada à informação verbal. Uma estratégia de restauração de comunicação que pode ser utilizado nessas situações é para apresentar a informação mal interpretada visualmente ou não compreendido. (Crianças com distúrbios do espectro do autismo geralmente processar a informação visual com mais facilidade do que a informação verbal) Desta forma pode-se determinar se a criança não responde corretamente (falha de comunicação), seja porque a informação é dada por via oral, ou que não o faria compreender a informação, seja apresentado verbalmente ou visualmente. Muitas crianças com transtornos do espectro autista pode ser facilmente rotulado erroneamente como se eles não fossem obedientes não são sensíveis à informação verbal. Deve-se sempre dar atenção para a capacidade das crianças para compreender e responder à informação verbal (em oposição à informação visual) para determinar o motivo da falha na comunicação.
Estratégias para Restauração falha de comunicação, como o alto-falante (expressão de informações):
Quando a interrupção ocorre comunicação expressiva, é importante para entender se a criança com perturbações do espectro do autismo mostrar algumas das seguintes estratégias para a restauração:
  • Repetindo o mesmo esforço ou tentativa de comunicação.
  • Seja persistente. Por exemplo, uma criança com perturbações do espectro do autismo em apontar repetidamente para uma prateleira fora do alcance quando o adulto leva cada item fora do alcance e mostra a criança para ver se o objeto desejado.
  • Mostrando para a pessoa que está tentando se comunicar. Uma criança com ASD podem trazer um adulto para a geladeira, por exemplo, abrir a porta e chegar a uma prateleira onde o leite é localizado, mostrando que quer leite.
  • Usando uma forma alternativa de comunicar a mesma mensagem. No exemplo acima, se uma criança com perturbações do espectro do autismo indica a prateleira várias vezes, mas ainda não entende o adulto (falha de comunicação), a criança pode, então, escolher uma foto comunicação de seu livro para esclarecer seu pedido de comunicação, ou seja, restaurar a falha na comunicação. 
 
 
 FONTE:  http://desafiandoalautismo.org
Mariah Spanglet
 

 
 
  •  

Suplemento alimentar pode tratar tipo raro de autismo







Um simples suplemento nutricional pode ser a resposta para um tipo de autismo raro que está associado à epilepsia. A descoberta é de um grupo de investigadores norte-americanos e foi divulgada num estudo publicado, este mês, na revista Science, avança o portal Boas Notícias.

Investigadores das universidades da Califórnia e de Yale foram capazes de isolar uma mutação genética, existente em alguns pacientes autistas epilépticos, que acelera o metabolismo de certos aminoácidos, o que gera uma carência.

Segundo os investigadores, esta descoberta pode ajudar os médicos a diagnosticar este tipo de autismo mais rapidamente, o que permitiria também começar um tratamento mais cedo.

Estima-se que cerca de 25% das pessoas com autismo sejam também epilépticas, por isso, para esta pesquisa, os investigadores contaram com a participação de duas famílias com crianças que sofrem deste tipo de autismo.

Com este estudo foi possível perceber que estas crianças apresentam uma mutação no gene que produz e regula um tipo de aminoácidos, BCAA, que acelera o metabolismo e que provoca uma carência apenas suprimida pela ingestão de suplementos.

Para além desta descoberta, os investigadores também observaram que as células estaminais neuronais dos doentes apresentavam um comportamento normal na presença dos aminoácidos, o que reforça a ideia de que os suplementos poderiam ser uma resposta adequada para o tratamento desta carência.

Para testar a teoria, foram conduzidos testes clínicos com ratos de laboratório geneticamente modificados e que revelavam sintomas de autismo, incluindo ataques de epilepsia. Os ratos foram tratados com suplementos alimentares e a sua condição melhorou.

Os suplementos alimentares já estão a ser testado em pacientes humanos, mas ainda não existem dados suficientes para perceber se o tratamento melhorou os sintomas do autismo.

Com esta descoberta, o diagnóstico deste tipo de autismo pode vir a ser feito de forma mais rápida. A descoberta pode ainda servir de base para encontrar outras mutações associadas à epilepsia ou ao autismo.
Clique aqui para aceder ao resumo do estudo. 

Fonte: http://www.rcmpharma.com/actualidade/medicamentos/12-09-12/suplemento-alimentar-pode-tratar-tipo-raro-de-autismo